Dados Técnicos – Especificação de Jateamento

O que você deve saber para especificar jateamento

Para especificar um equipamento para jateamento é necessário conhecer os diversos sistemas usualmente adotados e suas aplicações específicas.

Em primeiro lugar deve ser definido o material a ser empregado no jateamento. Definindo o material, a opção entre Pistolas de Sucção, Bicos de Pressão ou Turbinas, depende não só do tipo de trabalho como de outros fatores como eficência, regularidade e disponibilidade de ar comprimido.

Pistolas de Sucção

Operam com ar comprimido. Ele é introduzido na pistola pelo bico injetor e sai pelo ejetor criando um vácuo na câmara “venturi” interna, succionando ar e abrasivo da válvula dosadora. É o sistema mais empregado em gabinetes pela sua maneabilidade e pequeno consumo de ar comprimido. Opera com todos os materiais, inclusive em suspensão aquosa (jato úmido).

1- O diâmetro do bico injetor define o consumo de ar comprimido e permanece costante durante toda a vida útil da pistola.

2- Potência nominal absorvida de uma rede de ar comprimido. Usando um compressor específico para o equipamento recomenda-se uma capacidade um pouco superior (15 a 20%).

3 – Referência comparativa com a produção da pistola com bico injetor de 1/8” de diâmetro.

Sistemas de Pressão

Constam de um vaso de pressão que é alimentado através de uma válvula obturadora. Durante a operação, o vaso é pressurizado e o material, junto com o ar comprimido, é arrastado pela mangueira e expelido pelo bico em alta velocidade. É um processo energeticamente mais eficiente que com pistolas de sucção. Pode ser empregado em gabinetes (série BP) mas é mais usual em cabines ou em jateamento a céu-aberto.

Os vasos são fabricados com capacidades entre 40 e 4500 litros, com saídas para um ou mais operadores, controles diretos ou remotos, com funcionamento descontínuo ou contínuo (câmara dupla), enfim, com várias opções operacionais, sendo que as mangueiras podem ter comprimentos superiores a 30m, permitindo operar à longa distância do equipamento.

O diâmetro do bico ejetor é que define o consumo de ar comprimido. O seu progressivo desgaste aumenta o consumo, recomendando-se prever, capacidades de ar até 20% superiores às indicadas.

Potência nominal absorvida de uma rede de ar comprimido para bicos novos. Para o caso de um compressor ligado diretamente ao vaso de pressão recomenda-se capacidades de 15 a 20% superiores.