Preparação de Superfícies

Nenhum sistema de pintura poderá oferecer um desempenho ótimo sobre uma superfície inadequadamente preparada.

A pintura sobre superfície com ferrugem, graxa ou com outras contaminações não é apenas perda de tempo, mas também desperdício de tinta boa. Resíduos de graxa, óleos, sabões e detergentes influem na aderência da pintura, motivando descascamento imediato ou a curto prazo.

Resíduos de sais solúveis, como de sal comum, de sulfatos ou cloretos, interferem drasticamente na durabilidade da pintura, ocasionando empolamento e ferrugem sob a película e consequente ruptura e destruição da pintura.

NORMAS DE PREPARAÇÃO DE SUPERFÍCIE DE AÇO

A norma mais importante no campo da preparação da superfície de aço é a norma sueca SIS 05 5900-1967 – PICTORIAL SURFACE PREPARATION STANDARS FOR PAITING STEEL SURFACES. Nessa norma estão especificados quatro graus de corrosão ou oxidação de superfícies de aço laminado a quente e vários graus de desoxidação ou preparação dessas superfícies para aplicação de pintura anti-corrosiva, apresentados na forma de ilustrações coloridas. Essa norma foi elaborada pelo Instituto Sueco de Corrosão, de acordo com o AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS – ASTM e o STEEL STRUCTURES PAINT COUNCIL – SSPC dos Estados Unidos. O SSPC adotou as ilustrações (SSPC – Vis 1) porém, usa outra designação para os graus de preparação. A DEUTSCHE INDUSTRIE NORMEN (DIN) adotou tanto as designações
como as ilustrações (DIN 55928).

Outras normas neste neste campo são as da NATIONAL ASSOCIATION OF CORROSION ENGINEERS (NACE RM-01.70) e a BRITISH STANDARD (BS 4232-67).
Nestas normas não são usadas as mesmas ilustrações e designações.

Apresentamos a seguir um quadro de tipos de preparação versus graus de preparação das normas suecas, SSPC, NACE e BS.

TIPOS
DE PREPARAÇÃO DE SUPERFÍCIE
GRAUS
DE PREPARAÇÃO
NORMA
SIS 05 5900-1967 SUECA
NORMA
VIS 1 SSPC
NORMA
RM-01-70 NACE
NORMA
BS-4232-67 INGLESA
Com
ferramentas mecânicas
Limpeza mecânica
Limpeza mecânica
St
2
St 3
SSPC-SP2
SSPC-SP3
Com
jato abrasivo
Ligeiro (brushoff)
Comercial
Metal quase branco
Metal branco
Sa
1
Sa 2
Sa 2 1/2
Sa 3
SSPC-SP7
SSPC-SP6
SSPC-SP10
SSPC-SP5
NACE-4
NACE-3
NACE-2
NACE-1
3rd
Quality
2nd Quality
1st Quality
Outros
tipos
Limpeza com solventes
Limpeza a fogo
Decapagem química
Intemperismo e jato abrasivo
SSPC-SP1
SSPC-SP4
SSPC-SP8
SSPC-SP9

GRAUS DE OXIDAÇÃO DE SUPERFÍCIES DE AÇO
(Condições das superfícies não tratadas)

Grau A – Superfície de aço com a carepa de laminação praticamente intacta em toda superfície e sem corrosão. Representa a superfície de aço recentemente laminada.

Grau B – Superfície de aço com princípio de corrosão, da qual a carepa de laminação começa a desprender-se.

Grau C – Superfície de aço de onde a laminação foi eliminada pela corrosão ou poderá ser removida por raspagem ou jateamento, porém, sem que tenha formado cavidades muito visíveis (pites), em grande escala.

Grau D – Superfície de aço onde a capa de laminação foi eliminada pela corrosão, com formação de cavidades visíveis em grande escala.

GRAUS DE PREPARAÇÃO DE SUPERFÍCIES DE AÇO
(Com ferramentas mecânicas)

Grau St 2

Raspagem com raspadeira de metal duro e escovamento cuidadoso, a fim de remover a laminação, óxido e partículas estranhas. Após a limpeza, a superfície deve ter suave brilho metálico. Este padrão não se aplica às superfícies de grau A. Para os demais graus, os padrões são B St 2, C St 2, D St 2.

Grau St 3

Raspagem e escovamento co escovas de aço, de modo cuidadoso. Após a limpeza, deverá a superfície apresentar pronunciado brilho metálico. Este padrão não se aplica às superfícies de grau A. Para os demais graus de intemperismo, os padrões de limpeza são B St 3, C St 3, D St 3.

Jateamento abrasivo ligeiro (Brush-off)

Grau Sa 1

O jato se move rapidamente sobre a superfície de aço, a fim de remover as escamas de laminação, óxido e possíveis partículas estranhas. Este padrão não se aplica às
superfícies de grau A. Para os demais graus de intemperismo, os padrões são B Sa 1, C Sa 1 e D Sa 1.

Jateamento abrasivo comercial

Grau Sa 2

Jateamento cuidadoso a fim de remover praticamente toda laminação, óxido e partículas estranhas. Caso a superfície possua cavidades (pites), apenas ligeiros resíduos poderão ser
encontrados no fundo da cavidade, porém 2/3 de uma área de uma polegada quadrada deverão estar livres de resíduos visíveis. Após o tratamento, a superfície deverá apresentar
uma coloração acinzentada. Este padrão não se aplica às superfícies de grau A. Para os demais graus de intemperismo, os padrões são: B Sa 2, C Sa 2 e D Sa2.

Jateamento abrasivo ao metal quase branco

Grau Sa 2 1/2

O jato é mantido por tempo suficiente para assegurar a remoção da laminação, ferrugem e partículas estranhas, de tal modo, que apenas possam aparecer leves sombras, listras ou descoloração na superfície. Os resíduos são removidos com um aspirador de pó, ar comprimido seco e limpo, ou escova limpa. Ao final da reserva, 95% de 1 polegada quadrada  deverão estar livres de resíduos e a superfície deverá apresentar cor cinza claro. Para os diversos graus de intemperismo, os padões são: A Sa 2 1/2, B Sa 2 1/2, C Sa 2 1/2 e D Sa 2 1/2.

Jateamento abrasivo ao metal branco.

Grau Sa 3

Jateamento abrasivo perfeito, com remoção total de laminação, óxido e partículas estranhas. Finalmente faz-se a remoção de resíduos com um aspirador de pó, ar comprimido a seco e limpo ou escova limpa. Após a limpeza, a superfície deverá apresentar cor cinza muito claro e uniforme, sem listras ou sombras. Para os diversos graus de intemperismo, os padrões são: A Sa 3, B Sa 3, C Sa 3 e D Sa 3.